Josiléia dos Santos do Nascimento

Josiléia dos Santos do Nascimento

Tutoria

Sou Josileia, quilombola do sapê do Norte, atuo na área dos saberes culturais quilombola, faço parte do grupo de jongo Santo Antônio.

Linhares

Dieniffer Luiz Delfino Stafanato

Dieniffer Luiz Delfino Stafanato

Monitoria

Eu atuo em trabalhos voluntários na igreja,no coletivo de empoderamento do sul do estado q participo e no social de um modo geral a que tenho conhecimento.

Itaóca Pedra

Jasmim Valente Rodrigues

Jasmim Valente Rodrigues

Monitoria

Eu já tive participação em vários editais, e gosto muito do assunto, estou de certa forma familiarizada com essa forma de atuar com a cultura e suas relações. Minha região tem um polo artístico muito belo e inspirador, e acho que foi principalmente isso que me ajudou a estimular esse lado meu.

Patrimônio da Penha – Divino de São Lourenço

Leonardo Marcelino Ventura

Leonardo Marcelino Ventura

MEDIAÇÃO

Sou fundador do grupo de Ecoturismo e Meio Ambiente Bicho do Mato que twm como objetivos principais a valorização e promoção dos elementos culturais e recursos ambientais de Monte Alegre.

Cachoeiro de Itapenirim – ES

Galdene Santos

Galdene Santos

Coordenação

Galdene Santos, Mae de 4 filhos lindos
Militante DH, Conselheira do Movimento Nacional e DH. Coordenadora Geral do CDDH Serra. Formada em Administração, mas na pratica faço e atuo com mobilização e articulação de grupos, coletivos,movimentos sociais. Educadora popular. Gosto de cantar e tocar violão , gosto de mar e cachoeira
.

Jardim Camburi VITORIA

Cindy von Rondow

Cindy von Rondow

Monitoria

Meu nome é Cindy, tenho 16 anos e moro em Patrimônio da Penha desde novembro de 2018.
Escrevo poemas e histórias, planejo publicar um livro de poesias em breve. Tenho familiaridade com teatro e música; toco violão, flauta e instrumentos de percussão.
A arte é minha vida, gosto muito de me expressar usando-a, seja em forma de músicas, escritas ou desenhos. Almejo trabalhar com diversas formas artísticas.
A experiência que estou tendo morando em Patrimônio é fantástica, a cultura local é muito diversificada e interessante, há vários meios de expressão e acho tudo muito incrível! Gosto muito de morar aqui e de participar nos eventos da cidade.
Se pudesse me descrever usando apenas uma palavra, eu diria “Revolucionária”, pois acredito que vim ao mundo para fazer a diferença, ajudar a torná-lo um lugar melhor para pessoas diferentes e taxadas como “estranhas” pela sociedade apenas pelo seu jeito criativo de pensar. Creio que essas pessoas têm voz e merecem ser ouvidas.
E meu objetivo de vida é usar a arte que tanto amo para tocar ao menos um pedacinho do coração das pessoas e fazer com que percebam que o mundo também é interessante se for visto de formas diferentes.

Patrimônio da Penha – Divino de São Lourenço

Túlio

Túlio

Monitoria

Sou capixaba da gema, tenho 21 anos e sou artesão bordadeiro. Estudo Artes Visuais na UFES e sempre me conectei com o movimento estudantil e o movimento LGBT+. Me liguei muito ao teatro, à dança e performance nos últimos 5 anos e agora venho me aproximando das práticas de meditação e yoga e desejo que tudo que eu me proponha a aprender sirva para que eu ensine melhor dentro de “salas de aula” já que além das artes, me interesso principalmente por Educação e desejo muito ser um bom professor. Acredito realmente que um bom professor salva vidas e tenho muita clareza de que só sobrevivi até aqui devido aos bons professores que encontrei dentro de escolas.

Vitória, Santo Antônio

Sabrina Santos

Sabrina Santos

Monitoria

Comecei no meio social cedo, mais comecei atuar na juventude. Participei de conselho de juventude onde rodamos em várias áreas no município. Acredito que a juventude precisa viver um experiência com políticas públicas pois abre nossa visão sobre tudo. Amo aprender, amo conhecer a cultura do outro e receber essa troca de energia.

Serra-Carapina Grande

 Mariana Mottta

Mariana Mottta

Mediação

Sou educadora do campo, atuo numa escola em área de reforma agrária, sou militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, contribuo principalmente nos coletivos de juventude, cultura e comunicação do movimento.

Zona rural, São Mateus

Rose Grapentin

Rose Grapentin

Monitoria

Sou curiosa, com algumas habilidades, mãe de dois. Pratico e atendo com Thetahealing, Reiki e Floral de Bach. Estudei pedagogia. Cresci fazendo várias técnicas de artesanato. Faço da cozinha um laboratório de alquimias comestíveis vegetarianas e de cosmética natural vegana. Toco piano. Hospedo pessoas num lugar lindo, onde se ouve o canto dos pássaros.

Patrimônio da Penha, Divino de São Lourenço

Jefferson Gonçalves Correia

Jefferson Gonçalves Correia

Mediação

Frmado em Ciências Sociais, atuo há mais de duas décadas como organizador da Festa de São Benedito e São Sebastião de Itaúnas, vila de pescadores no extremo norte do ES, onde residi de 1996 a 2002 – tal festa reúne todos os grupos da cultura popular do município de Conceição da Barra e grupos convidados. Fui um dos fundadores da Associação de Folclore de Conceição da Barra-ES, atuei como pesquisador em relatórios técnicos de identificação de territórios quilombolas no Sapê do Norte-ES e na Marambaia-ES.

Tiago Grapentin

Tiago Grapentin

Monitoria

Olá! Meu nome é Tiago Grapentin, tenho 17 anos. Faço parte do grupo de teatro Pão de queijo , também gosto de desenhar, sou uma pessoa que visualiza bastante as coisas. Sou nascido e criado no Patrimônio da Penha, um lugar lindo e inexplicável (uma frase: todo conhecimento é um bom conhecimento)

Patrimônio da Penha, Divino de São Lourenço

Stel Miranda

Stel Miranda

Mediação

Escritor, Produtor Cultural, Diretor de Fotografia, Músico e Ativista. Foi Vice Presidente do CEO – Centro de Artes e Esportes Unificados em São Pedro, e foi Membro do Conselho Gestor do PROGRAMA CONJUNTO – ONU em Vitória. Ganhador da Insígnia Internacional do Prêmio Mérito Juvenil “THE AWARDS FOR YOUNG PEOPLE” entregue pela UNO-DC, além de acumular 7 Certificações pelas agencias das Nações Unidas. Membro Fundador da FRATERNIDADE PERIFÉRICA UNIDA e CEO na A§A – Cultura & Arte. Ex Gerente do Tráfico, Ex Dependente Químico e Ex Morador de Rua. Nascido, Crescido e Morador de Periferia.

VITORIA

Sagaz

Sagaz

Mediação

Sagaz nascido em cristalina e registrado como de Pedro Canário cresceu nas quebradas perifericas da grande Vitória, conheceu o hiphop em 1983, e se engajado aos movimentos sociais na luta por direitos humanos no mov. negro, influenciado pela cultura hiphop iniciou sua vida artistica pela dança do Breaking, e em 1984 pintou seu primeiro mural em seu bairro onde vivia, Vale Encantado-Vila Velha-ES, é vocalista fundador do seu grupo de Rap Suspeitos na Mira e integrante da Banca Bicho Solto. Fundador da Nação HipHop entidade nascional da qual ainda faz parte…

Erick Von Rondow

Erick Von Rondow

Monitoria

Músico multi-instrumentista autodidata, em constante evolução, redescobrindo através da Arte e da Cultura seu amor pela vida

Patrimônio da Penha

Aparecida Torrecillas

Aparecida Torrecillas

SISTEMATIZAÇÃO

Sou professora de graduação em Publicidade, em disciplinas ligadas à criatividade. Há alguns anos, comecei a pensar em como usar as ferramentas da Publicidade para a transformação social e, pra isso, criei o Gracias, um coletivo com alunes do curso. No Gracias inventamos diversas ações – oficinas de poesia, intervenções urbanas, debates sobre nossa relação com a cidade – tentando descobrir alternativas para a linguagem publicitária mais livres, artísticas e que promovessem a reflexão. Da semente do Gracias, germinou a Invento Agência de Futuros, uma ideia que encontrou mais pessoas que se juntaram pra criar um negócio voltado pra espalhar o pensamento regenerativo e colaborativo por meio de projetos socioambientais, especialmente na área da Comunicação. Sempre usando a criatividade e o todo-mundo-junto pra trabalhar pela justiça social e pelos direitos da natureza.

Vila Velha

Moa Freitas

Moa Freitas

Relatoria Gráfica

Moema é artista do campo popular! Do bloco das impactadas pela indústria do consumo e do capital.

Dança entre as artes Visuais y performáticas desde 2009.

VILA VELHA ES.

Fabiola Melca

Fabiola Melca

Coordenação

Atuo há 23 anos em projetos culturais, movimentos sociais, ambientais e de gênero. Cruzar linguagens é meu desafio para criar expressões engajadas, libertadoras e alegres. Hoje sou educadora na FASE/ES, Coordeno o Centro cultural Multiverso e a Associação Permacultural Jacutinga do Caparaó, desenvolvo o projeto Caminho das Águas em Patrimônio da Penha e estou presidente do Conselho Municipal de Cultura de Divino de São Lourenço/Serra do Caparaó;

Divino de São Lourenço

Karlili Trindade

Karlili Trindade

Mediação

Professora, gestora cultural, fundadora da Ciclo Escola e mestranda em Comunicação e Territorialidades, MBA em Gestão Cultural, graduação em Publicidade e Propaganda e ensino superior em Comunicação Empresarial e Eventos. Há 12 anos com megaeventos, eventos de grande porte, comunicação e projetos culturais.

Vitória/Centro

Miriane Barreto

Miriane Barreto

Mediação

Sou contadora, sócia na Unclik Contabilidade Digital. Atuo na área desde 2013.

Vila Velha/ES – Praia de Itaparica

Thiago Araújo

Thiago Araújo

Coordenação

Palhaço, Antropologo, especialista em lazer, agente comunitario desde 1996.

Divino de São Lourenço

Néia Vieira

Néia Vieira

MEDIAÇÃO

Sou marisqueira, também estou presidente de APAPS Associação dos Pescadores Artesanais de Porto de Santana e Adjacências,, ( onde maioria são marisqueiras) sou conselheira no CONSEA conselho de segurança alimentar e nutricional , representando a sociedade civil.
A importância é que nunca a tradição pesqueira acabe.

Cariacica

Debora Valente

Debora Valente

Monitoria

Sou Educadora, Agricultura, Artesã e músicoterapeuta moro no Patrimônio da penha sou mãe da Jasmim. Sou coordenadora do espaço cultural de aprendizagem infantil Tekoá terra de brincar que fica no Portal do Céu.

Divino de São Lourenço

Renata Costa

Renata Costa

MEDIAÇÃO

Sou historiadora e mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Espírito Santo, minhas pesquisas se deslocam entre o protagonismo de mulheres negras, as tradições culturais dos povos tradicionais e o cinema. Escrevo projetos que executo em parceria com mulheres , intelectuais e mestres da cultura. Adoro trabalhar com pessoas e penso

Vitória

Nadège

Nadège

Acompanhante em tecnologias digitais + disenho web/gráfico

Autodidata, etern@ aprendiz e curios@. Dá-me prazer e propósito criar e cuidar de mundos com cúmplices e isso tem me levado, entre outras coisas, a explorar as dimensões das tecnologias digitais sociais e afetivas como parte da autonomia, do bem viver e da liberdade das comunidades. Acompanho (camino com) e aprendo dos ativismos e movimentos sociais, principalmente grupos feministas e LGTBQIA + há 10 anos. Atualmente estou me movendo entre a experimentação de sons musicais, procurando maneiras de me desligar/desintoxicar de telas e dispositivos eletrônicos.

Mexico

Vivian Cunha

Vivian Cunha

Mediação

Vivian Cunha é Artista da Dança, Bailarina, Educadora Social, Produtora Cultural, Pequisadora. Está como coordenadora do projeto para jovens e adolescentes, Ativa027, do Unicef em parceria com a Ong Cieds. Graduada em Administração pela Estácio, cursa pós graduação em Dança com habilitação em Dança-Terapia. Possui formação no curso de Qualificação Profissional em Dança Contemporânea pela FAFI – Escola Técnica Municipal de Teatro, dança e Música Integra como bailarina o Coletivo Corpus Kardia de Dança Contemporânea e a Cia Negraô de Dança Afro. Tem uma pesquisa voltada para o corpo e memória, a partir das danças afro orientadas, mais especificamente o Dancehall. Na área de produção integra o Coletivo Arte da Rua, desenvolvendo eventos , festivais e formações na área das danças urbanas,da cultura Hip Hop de forma geral, das questões étnico raciais e lgbtqi+, no Espirito Santo.

Porto Canoa -Serra

Sândalo

Sândalo

Mediação

Sou professor de ciências agrícolas, carpinteiro, construtor e agricultor.

Divino de São Lourenço, Patrimônio da Penha

Rosa

Rosa

Mediação

Rosa Maria junto ao grupo Kisile trabalha pela igualdade e pelos direitos das crianças, dos jovens, das mulheres, dos negras, pelo acesso à cultura e à alimentação de qualidade para o corpo e a alma.

Parque Jacaraípe- Serra

Taís Lobo

Taís Lobo

Mediação

Taís Lobo é realizadora audiovisual, formada pela UFF/RJ, com passagem pela UBA (Argentina) e EICTV (Cuba), e mestranda do Núcleo de Subjetividades da PUC-SP. Integrou o Núcleo Audiovisual do Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu, onde coordenou ações de salvaguarda do Jongo do Sudeste, através da formação e consultoria de núcleos de cinema comunitário. Dirigiu o filme “Encantadas – Mulheres e suas lutas na Amazônia”, em parceria com o CFEMEA (Centro Feminista de Estudos e Assessoria) e 18 organizações e coletivos de mulheres. Exerce papel multitarefa na produção de filmes para movimentos sociais, independentes e séries para TV e Internet. Como video-artista teve seu trabalho exibido nacional e internacionalmente e transita entre temáticas de gênero, sexualidade e maternagem.

Patrimônio da Penha

Géssica Leal

Géssica Leal

Mediação

Pesquisadora da Ancestralidade Feminina, Terapeuta e Educadora Menstrual. Fez faculdade de Nutrição e pós em Fitoterapia, possui formação em Medicina Placentária e Ginecologia Natural. Como ser humano, um corpo em movimento, uma mente inquieta, um espírito em evolução, uma aura em expansão. Como Mulher, um corpo que começa a se conhecer, se amar e se respeitar, uma mente que começa a se equilibrar, um espírito cheio de amor para dar e receber e uma aura com o poder de curar a mim mesma e o mundo.

Itapemirim-ES

Elaine Charpinel

Elaine Charpinel

Mediação

Culinarista e Designer. Graduada em Design Gráfico pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Elaine acrescentou na trajetória profissional o ofício de feirante e culinarista. Desde 2013, é uma das expositoras da Feira Orgânica de Jardim Camburi, em Vitória. É ainda co-idealizadora do projeto Rama Quitutes Veganos, que produz quitutes saudáveis de base agroecológica. Atua em defesa da Soberania Alimentar e pelas diversidades alimentares dos povos tradicionais e urbanos.

Vitória

Beatriz Tupinikim

Beatriz Tupinikim

Mediação

Graduanda em terapia ocupacional-UFES, etnia tupinikim do município de Aracruz/ES, criadora e administrado da pagina do instagram @povostupinikim com o objetivo de desmistificar o ser tupinikim na atualidade.

Aracruz

Carolyne Orlandi

Carolyne Orlandi

Mediação

Sou Carolyne Orlandi, capixaba, artista e feminista. Em 2020 obtive a graduação em Ciências Biológicas, onde busquei discutir Povos e Conhecimentos Ecológicos Tradicionais, neste mesmo ano fundamos na capital de Vitória, Espírito Santo, a primeira Associação de Cannabis Medicinal Capixaba com objetivo de ajudar pessoas que precisam de apoio jurídico, social e medicinal. Atualmente me juntei à empresa Cbd Express na prospecção de conhecimento na classe médica capixaba.

Vitória

Saluah Martins da Silva

Saluah Martins da Silva

Mediação

Saluah Martins é guardiã do Horto São Francisco em Patrimonio da Penha na Serra do Caparao onde cultiva e preserva dezenas de ervas medicinais. Homeopata formada pela Universidade de Viçosa. Produz óleos essenciais, pomadas e cosméticos naturais. Erveira com experiência de mais de 20 anos nos saberes da medicina natural também atua com a edicação popular para difusão de seus conhecimentos.

Patrimônio da Penha

Associação Permacultural Jacutinga do Caparaó

Associação Permacultural Jacutinga do Caparaó

Mediação

Um grupo de estudos e práticas em tecnologias para a transição. Transição do paradigma da morte ao paradigma do cuidado. Transição do modelo exploratório de recursos ao relacionamento responsável e holístico do micro ao macro cosmo.

Vitória

Rosemberg Moraes Caitano

Rosemberg Moraes Caitano

Tutoria

Povo tradicional de matriz africana, militante do movimento negro por quase 30 anos, fundador do Centro de Defesa do Direitos Humanos da Serra, esta na presidência do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial

Serra

Newton Campos

Newton Campos

Mediação

Sou técnico Agrícola e bacharel em Desenho Industrial. Estou há 38 anos recuperando nascentes e uma área degradada de 30 hectares no baixo Caparaó, no lugar chamado Sitio Jaqueira Agroecologia, transformando essa área numa escola de Educação Ambiental em recursos hídricos e construindo uma Agrofloresta produtiva com técnicas inovadoras de plantio de água. Minha principal clientela são alunos, técnicos e agricultores familiares.

Maynõ Guarani Cunha da Silva

Maynõ Guarani Cunha da Silva

Mediação

Wera-Filho de Tupã-Indígena do Brasil-Guarani Nhãdewa Tãbeope. Cursista do curso de licenciatura intercultural indígena pela UFES. Trabalha com fotografia e audio-visual.

Mãe Neia

Mãe Neia

Mediação

Importante líder religiosa do Espírito Santo, Mãe Neia foi pioneira na celebração do Dia de Iemanjá em Camburi, em 1983. Hoje, se trata de um dos maiores festejos de religiões de matriz africana no Estado. Sergipana, filha de pais católicos, sua trajetória em terras capixabas começa e continua em Bairro de Fátima, na Serra, onde instalou seu barracão de camdomblé.

Pandora Da Luz

Pandora Da Luz

Tutoria

Militante social desde 1982. Atua nos movimentos negro, hip hop, pela emancipação das mulheres e LGBTQIA+ no ES e no Brasil.

Ione Duarte

Ione Duarte

Mediação

Quilombola de família agrícola, especialista em PANCs, engenheira bioconstrutora e entusiasta da permacultura. É co-fundadora do @coletivomobilize e @jardimdacapixaba, onde atua como agricultora urbana e objetiva transformar as cidades em lugares cada dia mais sustentáveis.

Dona Edithe Coelho

Dona Edithe Coelho

Mediação

Capacitadora e multiplicadora da pastoral da criança é mestra no aproveitamento integral dos alimentos.

Antônio Sapezeiro

Antônio Sapezeiro

MEDIAÇÃO

Caboclo Sapezeiro, da retomada quilombola do Sapê do Norte, trabalhando na recuperação do solo e das nascentes que foram degradados pela grande plantação de eucalipto no norte do estado. A professora, é a terra.

Gessi Cassiano

Gessi Cassiano

Mediação

Sou quilombola de linharinho, atuante nos saberes tradicionais, mestre do jongo Santa Bárbara de nossa comunidade, fundadora do ponto de memória, sou umbandista herança dos nossos ancestrais, atuo em defesa da sustentabilidade das nossas tradicionais.

Jurema

Jurema

Mediação

Sou Jurema da Conceição Gonsalves ,artesã do coletivo cultural Mulheres de Fibra valorização da adversidade cultural capixaba, esse projeto vem conquistando o Espirito Santo através das atividades de capacitação em artes com o aproveitamento de fibra dos troncos de bananeiras, produção de artesanatos ,mostra e exposição.

João Batista Guimarães

João Batista Guimarães

Mediação

Atuação no extremo norte do ES, em especial nas comunidades tradicionais quilombolas e agricultores familiares, que estão em situação de isolamento de políticas públicas, solos pobres, águas contaminadas, poucos fragmentos de florestas nativas, situação de insegurança alimentar. Portanto a proposta de sistemas agroflorestal é justamente combater essas situações adversas e de baixo custo, sem impacto, ambiental, social, cultural e que pode proporcionar uma possibilidade de levante econômico, capaz de propor alternativas de curto, médio longo prazo, e que, nessas comunidades rurais ou agricultores e agricultoras que adotam esse método terá ainda mais resiliência, resistência e capacidade de promover o desenvolvimento rural sustentável.

Luciana S. Souza (Baiana)

Luciana S. Souza (Baiana)

Mediação

Mulher Negra nordestina, vivendo há 17 anos no ES, fundadora e coordenadora do Coletivo FEPNES, estudante de Licenciatura em Letras Portugues(IFES) e Serviço Social(UNIP), É preciso se mover, para transformar o território onde habitamos, para que sejamos transformados com a experiência da troca, meu mantra é “resistência, sim nos podemos”.

Maria Luiza Aparecida

Maria Luiza Aparecida

Mediação

É formada em nutrição, conselheira estadual de segurança alimentar, capacitadora e multiplicadora da pastoral da criança.

Somak

Somak

Relatoria Grafica

Desde o meu ninho no Sul do México, nutro-me e encontro impulso em espaços colaborativos e na autogestão. Dedico-me ao trabalho corporal e à pedagogia feminista, desenho no tempo livre, e me deixo acompanhar pela água em todas suas formas: tomando chazinhos de ervas, disfrutando vapores, descansando o olhar na maré.

Daniela Meirelles

Daniela Meirelles

Mediação

Sou mulher, mãe de 2 filhos, admiradora das naturezas livres, indignada com tantas desigualdades e injustiças, defensora dos direitos humanos e da natureza. Educadora popular da FASE/ES, conselheira do CONSEA/ES, polinizadora da RUCA (Rede Urbana Capixaba de Agroecologia), da coordenação do MNDH/ES, ativista da Campanha Nem um Poço a Mais.

Berenice Correia Nascimento

Berenice Correia Nascimento

MEDIAÇÃO

Presidente da Associação das Paneleiras de Goiabeiras.

Alcemir Barros

Alcemir Barros

Mediação

Professor da UFES e conselheiro do Conselho Estadual de Segurança Alimentar (Consea)